Notícias

Inteligência  Artificial é o “Novo Normal”?

Inteligência Artificial é o “Novo Normal”?

Se preferir, assista o vídeo de 1 minuto em nosso Instagram (CLIQUE AQUI)

A inteligência artificial é uma realidade mundial e avança a passos largos em diversas áreas, inclusive no direito. 

Paralelamente aos avanços tecnológicos, as novas demandas têm exigido que os profissionais estejam mais abertos, atualizados e adaptados para exercerem atividades com agilidade e eficiência.

A atual pandemia que vivemos nos últimos meses, provocou julgamentos por vídeo com uma frequência nunca antes vista, e provou que até mesmo os mercados mais tradicionais, como o mundo jurídico,  serão adaptados a um “novo normal”.

Hoje existem 27 projetos de inteligência artificial que ajudam a verificar se o caso se enquadra no artigo 332 do Código de Processo Civil, que prevê que o juiz julgará liminarmente improcedente pedidos que contrariem súmulas e teses do STF e do STJ, bem como se verificada a ocorrência da decadência ou prescrição. 

Alguns exemplos de instituições valendo-se da inteligência artificial para fins incremento da sua produtividade, são o  WATSON5 em alguns escritórios de advocacia, do SAPIENS na Advocacia Geral da União – AGU6, o caso do SINAPSES no CNJ e o caso do VICTOR no Supremo Tribunal Federal – STF7.

O direito e a tecnologia precisam andar de mãos dadas e o advogado possui um papel essencial nessa transição.

Imagem: freepik.com